sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Aquela cujo nome não deve ser pronunciado

Proposta para este fim-de-semana.
Não comprem o jornal, não vejam o telejornal, desliguem o rádio no serviço noticioso, esqueçam os meios de comunicação de tragédias.
Já todos temos uma pequena ideia do que nos espera não é?

Ouçam muita música, trabalhem muito, descansem mais se puderem.

Não falem sobre aquilo. Não pensem naquilo. Vamos tratar isto como Harry Potter's, como algo "cujo nome não deve ser pronunciado" .

E não digo para taparmos os olhos e fingir que não se passa nada. Mas já que vamos ter que viver isto, e vamos mesmo. Pelo menos não soframos já.

E não sou uma conformada. Pelo contrário.
Tenho é pouco tempo para me revoltar. Ando a inventar formas de lidar com isto.

Uma delas é pensar numa coreografia para esta música:

5 comentários:

  1. Epa ADOREI este texto, a sério!! Para já sinto precisamente o mesmo e depois... adorei a ideia de lidar com a coisa assim, "aquele cujo nome não deve ser pronunciado", para que, pelo menos não nos retire as forças e a criatividade de que precisamos para dar a volta a isto. Nunca como agora senti tanta necessidade de me canalisar em coisas boas e produtivas, em vez de na tragédia. Temos que nos reinventar! (e nada, não há conformação nisto, vou apenas agir em conformidade - passo a redundância)

    ResponderEliminar
  2. já faço! não vejo telejornais há uns meses! sei que ela existe sim, mas não me obrigo a estar sempre a pensar nela! amei **

    ResponderEliminar
  3. Oh inspiração! Só pelas coisas vou dar ali um saltinho ao shopping que o dinheiro tem de se manter em circulação.
    *

    ResponderEliminar