quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Criminosa

Sentido de Justiça :

Há uns 4 anos fui assaltada e agredida em pleno chiado às 2h da manhã, a pessoa que estava comigo foi esfaqueada. Não ofereci resistência até porque nem sequer tive tempo para perceber o que se estava a passar.
Chamei uma ambulância e como tardou a chegar pedi ao policia que entretanto apareceu para tentar perceber o que se passava.
Do outro lado a resposta : " Mas nós já temos o rapaz esfaqueado no hospital. "
Para tornar a história curta o que aconteceu basicamente é que o mesmo grupo tinha esfaqueado um rapaz minutos antes, que caiu sozinho perto do Largo do Camões, os condutores da ambulância assumiram que a chamada era para aquela situação e levaram-no para o hospital. O M. ficou internado durante 2 meses, foi-lhe retirado parte do intestino e do estômago. Ainda bem que a ambulância o apanhou é a única coisa que penso.
Quanto a mim : O corpo cheio de nódoas negras, dores horríveis e um estado de alerta acentuado. A pessoa que estava comigo teve uma qualquer "sorte" no meio do azar, e a facada foi de encontro ao externo evitando assim danos maiores.



Fui ao tribunal uma série de vezes. Apanharam duas das pessoas envolvidas neste episódio. Confrontada com os mesmos em tribunal e com todos os seus familiares tive não só de relatar o episódio daquela madrugada como confirmar alto e a bom som, a minha morada e todos os meus dados. Situação NADA confortável quando presumimos que aquelas pessoas podem ter vontade de nos castigar pela denúncia.

A rapariga foi "condenada" a viver com a avó... que ficou incumbida de lhe dar uma educação para a cidadania.
O outro, o rapaz, foi preso, e hoje soube que está condenado a 14 anos de prisão por antecedentes criminais.

Soube... telefonicamente, supostamente fui notificada para ir a tribunal. Notificação que nunca recebi. E neste momento tenho uma multa de mais de 200 euros por não ter comparecido à audiência.
Maravilhoso o sentido de justiça.

Eu sinto-me mais criminosa do que uma das pessoas que me agrediu sem qualquer justificação.




Maravilhoso.



25 comentários:

  1. Essa é uma hist macabra, mas sabes que isso da multa nada tem a ver com o facto de seres criminosa ou não. É o q esta previsto na lei. Percebo a tua revolta, tens toda a legitimidade para isso, mas minimiza esses 200€ e valoriza o facto de estares viva, assim como o teu amigo! :) Ainda bem q nada aconteceu de mais grave.
    Beijinhos

    http://newblackis.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Uma só palavra: Ridículo!
    País este que é uma pobreza|

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente é a estranha justiça que temos.
    Estranha demais. Ainda ontem dava um caso, no telejornal, de que um sem abrigo iria pagar uma multa por roubar um polvo e champô do Pingo Doce. O estranho aqui não é a multa de cerca de 200Euros também, mas sim todas os custos que o Estado vai ter por um processo ridículo destes :S enfim !
    Ana pelo menos nada de grave te aconteceu, estás bem hoje, apesar de acreditar que no fundo ande sempre um bocadinho de medo por aí.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Este país anda deplorável em certos aspectos... Que história complicada =/ O sentido de justiça das pessoas é que anda a falhar... Ai anda, anda!

    http://maniac4moda.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. é uma história que dá dó, simplesmente vivemos num Pais que não tem a noção do ridículo, e nestes tempos que correm os assaltos para muitos tem sido um meio de sobreviverem, pois nao querem trabalhar, e metem sempre a desculpa que não ha emprego quando nem se quer procuram.
    A justiça no nosso País cada vez me surpreende mais, pois dizer a morada em tribunal em frente aos agressores e em frente á família é absurdo, pois como dizes em cima por algum modo poderiam se vingar por teres feito denuncia, mas enfim... Portugal o centro da Burrice!

    ResponderEliminar
  6. O nosso país é pura "comédia negra". Enfim... Lamento muito, principalmente que tenham passado por essa situação, além da multa ridícula! *

    ResponderEliminar
  7. Que ridículo , o que vale que historias como essa há muita e nada muda .
    Enfim ...

    Tenho fotos de ontem do seminário ;)
    Beijinho
    Fi *

    ResponderEliminar
  8. Bem, fiquei chocada!! Como e que e possivel???


    http://placequotehere.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Olá!
    Olha, deve haver aí alguma confusão com a notificação...
    Estiveste presente no julgamento? É que no último dia o juiz pode (deve) ter marcado logo oralmente a data para a leitura da sentença, e os presentes consideram-se notificados.
    Terás alterado a morada desde a altura em que apresentaste queixa?
    Se sim, deverias ter informado o tribunal.
    Caso contrário, não custa fazeres um requerimento ao processo, mais ou menos neste termos:

    Tribunal...
    Proc. nº ....
    Vara/juízo ...

    Exmo. Senhor Juiz

    Melhor amiga da Barbie, ofendida nos autos acima referenciados vem requerer a V. Exa. se digne isentá-la do pagamento da multa em que foi condenada por falta injustificada à audiência de discussão e julgamento agendada para o dia ....., porquanto não foi notificada da data de realização da mesma, nem para comparecer.

    Junta: cópia do bilhete de identidade

    Pede Deferimento

    A ofendida
    -----

    Ou entregas em mão no Tribunal (levas uma cópia tua para eles te carimbarem) ou envias por correio registado.

    Também podes (e se tiveres tempo até era o ideal) ires ao tribunal perguntar o que se passou, e o funcionário logo vê no processo!

    Boa Sorte :)

    Raquel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raquel,

      muito obrigada pela ajuda!

      um beijinho *

      Eliminar
    2. Era o que ia comentar. Se efectivamente não foste notificada, se nada disto foi por descuido ou incúria tua, vai ao Tribunal e expõe a tua situação, o mais provável é o próprio oficial de justiça ajudar-te a fazer o requerimento e o juiz de processo relevar a multa.
      A justiça portuguesa é o que os cidadãos fazem dela, fizeste a tua parte.

      Eliminar
  10. :O estou chocada... não só pelo facto de teres de pagar como também por teres passado por tudo isso.. uma vez dois rapazes alcoolizados meteram-se comigo numa paragem de autocarro nem eram oito a noite e eu fiquei aterrorizada até ao tutano...ainda por cima estava presente uma senhora que desviou a cara e fez de contas que não viu... nem consigo imaginar passar por tamanha violência... Mas concordo com o comentario acima, tenta ver o que se passou porque é uma parvoíce agora pagares seja o que for!

    ResponderEliminar
  11. MEDO ANA! Este país! Não pagues!!! LOL As coisas neste país só funcionam com muita, muita, muita reclamação, falo por experiência própria, infelizmente... mas só assim seguem rumos mais justos. Boa sorte, qlq coisa diz que o Bernardo mexe-se bem juridicamente!

    ResponderEliminar
  12. Quando somos nós a ter que pagar não nos largam, quando é o contrário não querem saber, é a justiça que temos em Portugal :(

    ResponderEliminar
  13. Hello! I just found your blog and I think it's AMAZING! The pics are great and I can see that You really like what you do here! I love people with great ideas, like you!
    Your blog is inspiring! I will follow you!
    xoxo

    http://nikandpic.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. sim, a protecção das testemunhas funciona mesmo bem, não tão bem como a protecção dos arguidos mas enfim...

    ResponderEliminar
  15. Em Portugal dá a sensação que o crime compensa. Felizmente tu e o teu amigo recuperaram fisicamente apesar dos danos psicológicos... mas podia ter acontecido o pior e o que aconteceria aos criminosos?! Possivelmente apanhavam uns 5 anitos de prisão onde têm refeição à borliu, caminha quentinha e televisão. Parece que estão a curtir umas férias. Tenho raiva deste sistema, mais raiva tenho daqueles que ainda os acham coitadinhos. Eles estão a cumprir uma pena, são criminosos, ou roubaram, ou traficaram, ou mataram ou violaram não merecem NADA!

    Espero sinceramente que seja feita justiça... Muita FORÇA!!!

    ResponderEliminar
  16. Isto soa-me familiar (na parte da justiça). Um amigo meu foi esfaqueado no peito, o rapaz que o esfaqueou saiu em liberdade e o meu amigo ainda teve que pagar bom dinheiro por causa de umas despesas que o tribunal o incumbiu de pagar... enfim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana lamento que tu e muitos outros passem por estas situações de violencia gratuita e injustiça. quanto a seres notificada, suponho que deveria ter sido feito por carta registada... bem.. se nao assinaste nenhum aviso de recepção (já que não recebeste a carta)eles sabem que não tinhas conhecimento de que tinhas de te dirigir ao tribunal. informa-te sobre isso. beijinho

      Eliminar
  17. é uma estupidez tremenda...
    parece que tu é que és a criminosa.
    estou numa situação do género. a colega despedida apresentou queixa e meteu advogada e os dramas que se sabe, e claro testemunhas. Ora nada melhor do que as colegas de trabalho, e fez isso sem sequer perguntar. Resultado a primeira que foi para testemunhar tive de cancelar uma viagem porque o tribunal não aceita ausência por férias, agora na segunda provavelmente estarei a trabalhar fora do país (pelo menos estou a fazer por tal), então já mandei 10 cartas, e perdi a conta às chamadas que fiz para tentar testemunhar o mais breve possível, exactamente para não pagar uma multa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. quem disse que o tribunal não aceita ausência por férias como falta justificada mentiu-lhe. se a pessoa está ausente do país nem precisa de dizer porquê, basta juntar cópia do bilhete e pronto, há impossibilidade de estar presente. as pessoas queixam-se muito mas nem se informam.

      Eliminar
  18. É o estado de justiça deste país de mal a pior!!!
    **

    ResponderEliminar
  19. Ia exactamente dizer-te para fazeres aquilo que o Anónimo já disse.
    Toma atenção é para o facto de poderes ter sido notificada oralmente. Senão foste então, vai ao tribunal, à secção do processo (está lá nas notificações) e falas com um oficial de justiça.

    ResponderEliminar